Notícias

A feira das oportunidades

15.06.2007


  PARTILHAR



Cátia Mateus
A cidade de Viseu é desde quinta-feira e até amanhã palco da primeira feira de emprego e oportunidades da região centro do país. A iniciativa é do Instituto Jean Piaget, que escolheu o Pavilhão Multiusos daquela cidade para realizar a primeira ‘Expo-Oportunidade da Região Centro'. Um certame que para a organização “é mais do que uma feira de emprego onde se podem encontrar ofertas de trabalho. Aqui mostram-se oportunidades ao nível de emprego, de formação e de criação do próprio negócio”, argumentam.

A autarquia, o Instituto Jean Piaget, a sua associação de estudantes, o Instituto de Emprego e Formação Profissional, a Direcção Regional de Educação do Centro e o Conselho Empresarial do Centro uniram-se em torno de um desígnio comum: mostrar a região centro como um foco de oportunidades. É esse o objecto do certame que agora decorre e tem também por meta “aproximar a procura e a oferta de emprego, estimular a empregabilidade, desenvolver o conceito de empreendedorismo nos jovens, partilhar oportunidades de negócio e de desenvolvimento de competências”, explica Carlos Martins, presidente da Associação de Estudantes do ISEIT-Instituto Jean Piaget.

Segundo este responsável, “até aqui este tipo de iniciativas estava muito restrito a Lisboa e ao Porto e nós quisemos descentralizar”. Com este evento, a organização quer chegar à comunidade em geral quer se trate de estudantes, não estudantes, profissionais no activo ou desempregados. “Pretende-se que esta iniciativa se afirme como um espaço de encontro e reflexão, quebrando-se o excessivo distanciamento entre quem procura emprego ou outras oportunidades e quem oferece”, argumenta.

A Expo-Oportunidades está organizada em áreas distintas, nas quais está sempre presente a ligação entre qualificação e empregabilidade: empresas, recrutamento e trabalho temporário, instituições financeiras, «master-franchisings» e empresas da região. Em simultâneo à exposição decorrerão várias conferências e «workshops» com temáticas que focam, por exemplo, o Programa Novas Oportunidades, as oportunidades geradas por Bolonha, o capital de risco e outras formas de financiamento, a importância estratégica da formação profissional, as políticas activas de emprego ou a criação do próprio negócio.

E o empreendedorismo é também uma aposta forte neste certame. A organização tomou como parceira a Associação Nacional de Jovens Empresários (ANJE), que aproveita a Expo-Oportunidades para lançar publicamente o ‘Concurso do Jovem Empreendedor da Região Centro'. Direccionado a jovens até aos 35 anos, em situação de desemprego ou à procura do primeiro trabalho, este concurso atribuirá um prémio de cinco mil euros e apoio de consultoria na fase de implantação do negócio, ao melhor projecto que se apresentar a concurso.

Para Carlos Martins, “a participação nesta iniciativa encerra como principais vantagens a possibilidade de conhecer pormenorizadamente entidades e processos facilitadores para a conquista do um emprego, estágio ou oportunidade de formação, bem como de criação do próprio emprego”. Mas o responsável confessa ainda que com a Expo-Oportunidades, a organização e os seus vários parceiros esperam conseguir “alterar os hábitos de procura de emprego na região".





DEIXE O SEU COMENTÁRIO





ÚLTIMOS EMPREGOS


Arquiteto

Anónimo

Colaborador

Anónimo

Comercial / Diretor(a) Comercial

ERA BELÉM RESTELO & ERA ALCÂNTARA/AJUDA