Notícias

5àSec cria escola de formação

Chama-se 5àSec School e foi criada a pensar na qualificação dos trabalhadores da empresa e na sua integração no universo da marca
19.03.2009


  PARTILHAR



Cátia Mateus
O modelo de formação foi importado do estrangeiro e implantado em Portugal em 1993, mas só no ano passado ganhou a designação de 5àSec School. Para a marca, esta foi a forma encontrada para qualificar os seus colaboradores, facilitar a sua integração e assegurar que em todo o mundo os padrões de qualidade e exigência nos serviços fossem uniformizados.

Com um crescimento a um volume de 100 lojas por ano, ao longo dos últimos dez anos, o grupo de limpeza têxtil 5àSec emprega em todo o mundo mais de 6000 funcionários que beneficiam de sessões de formação específicas e contínuas. Em Portugal, o grupo possui mais de 300 lojas, sendo responsável por cerca de 1350 postos de trabalho. Um número que, segundo Richard Silva, formador da 5àSec School, deverá aumentar já este ano com a abertura de sete novas lojas em território nacional e a necessária contratação de novos colaboradores.

Gente que durante uma semana será sujeita a um programa de formação onde nada é esquecido. “Tentamos dar apoio aos nossos colaboradores através de uma formação especializada e adequada correspondente a cada fase de evolução profissional”, explica Richard Silva.

A formação inicial da escola compreende uma semana de formação teórica e três semanas de formação prática, que decorrem numa loja-piloto da 5àSec, com vista a consolidar os conhecimentos teóricos. Estas formações são realizadas trimestralmente, quer em Lisboa quer no Porto e abrangem a transmissão de conhecimentos ao nível das boas práticas, dos procedimentos implantados no universo do grupo, nos conceitos de lavagem, químicos, diferentes tipos de nódoas, tratamento da cor, etc.

O objectivo deste curso, “é formar quem trabalha no universo 5àSec, tanto ao nível da gestão (se se tratar de um franchisado), como ao nível da execução se estivermos a falar de um colaborador”, explica Richard Silva. Segundo o representante da marca, todos os colaboradores passam por este processo de formação, “existe uma matriz das competências a desenvolver conforme as funções desempenhadas (engomadeira, responsável de loja, técnico, franchisado, etc.) e um passaporte de formação onde se registam as formações já efectuadas pelo colaborador”, enfatiza Richard Silva.

Para o especialista, o modelo permite também potenciar a evolução de carreira dentro do grupo com patamares de exigência e qualificação uniformizados à escala internacional em todas as lojas do grupo espalhadas pelo mundo.





DEIXE O SEU COMENTÁRIO





ÚLTIMOS EMPREGOS


BIM MANAGER

Michael Page Portugal

CONTABILISTA CERTIFICADO

Spring Professional Portugal

CONTABILISTA CERTIFICADO

Spring Professional Portugal