Notícias

'Outplacement' no masculino

06.02.2004


  PARTILHAR




Cátia Mateus

OS HOMENS são os maiores adeptos do "outplacement" em Portugal. A conclusão é avançada pela empresa Lee Hecht Harrison (LHH) e tem por base um estudo realizado a nível europeu. De acordo com o documento, "71% dos profissionais envolvidos em processos de 'outplacement' são homens".

Apenas 29% das mulheres usufruíram, entre 2003 e 2003, deste serviço vocacionado para apoiar os colaboradores desvinculados das empresas a encontrar um novo emprego.

A LHH revela ainda que "a maioria dos candidatos a um processo de 'outplacement' têm idades compreendidas entre os 40 e os 50 anos e formação de nível superior".

Regra geral, os processos são iniciados pelas empresas e têm uma duração limitada. Cerca de 44% das empresas optam por serviços de "outplacement" com uma duração na ordem dos seis meses, ainda que os programas com 3 meses reúnam também a preferência de uma percentagem significativa das organizações (40%).

De acordo com a LHH, dos processos em curso 42% são concluídos entre três a seis meses e 26% em menos de três meses. A empresa acrescenta ainda que em 30% dos casos os candidatos encontram novo emprego através da rede de contactos que estabeleceram durante os seus percursos profissionais.





DEIXE O SEU COMENTÁRIO





ÚLTIMOS EMPREGOS


Arquiteto

Anónimo

Colaborador

Anónimo

Comercial / Diretor(a) Comercial

ERA BELÉM RESTELO & ERA ALCÂNTARA/AJUDA