Notícias

Menos empresas em 2004

24.03.2005


  PARTILHAR




Maribela Freitas

EM 2004 foram criadas 82 empresas com o apoio dos sete Business Innovation Centres (BIC) portugueses. Este valor, embora significativo, fica aquém das 105 criadas em 2003. Os responsáveis por estas estruturas que viram as ideias de negócio decrescer esperam melhores resultados para o futuro.

Os Business Innovation Centres (BIC) foram criados em 1984 no âmbito da União Europeia, para proporcionar serviços integrados no domínio da inovação, visando a orientação e sustentação de projectos realizados por empreendedores e PME e contribuindo para o desenvolvimento local. O Centro de Empresas e Inovação da Madeira (CEIM) foi o BIC que registou melhores valores na criação de novas empresas inovadoras: 35 em 2003 e 38 em 2004.

Patrícia Dantas de Caires, da direcção do CEIM, espera que «em 2005 se mantenha esta actuação. É em épocas de crise que os projectos inovadores têm maior probabilidade de sucesso». Em segundo lugar vem a Oficina da Inovação, o BIC Minho, com 35 empresas em 2003 e 10 no ano passado. Vítor Sá Carneiro, director-geral deste BIC, espera que aqueles valores se mantenham, e realça a importância destas estruturas na promoção da inovação e empreendedorismo.

Uma das acções dos BIC passa também pela internacionalização dos projectos. É nesta óptica que o Centro Promotor de Inovação e Negócios de Lisboa, tem vindo a trabalhar. Em 2003 foram aqui criadas 13 empresas e em 2004 nove em áreas como tecnologias de informação e comunicação, ciências da vida, ambiente, electrónica, etc.

Já o Centro Promotor de Inovação e Negócios do Algarve (CPINAL) teve melhor resultado em 2004 do que 2003, ou seja, oito e seis empresas criadas, respectivamente. Aqui foram gerados 55 postos de trabalho. Para Dário Dias, director-geral do CPINAL, «são valores interessantes num contexto actual de desemprego». Também o Centro de Empresas e Inovação de Setúbal cresceu em termos de apoio a empresas, de 2003 para 2004: cinco e oito.

Voltando ao norte do país, o Centro de Inovação Empresarial da Beira Interior apoiou a criação de oito empresas em 2003 e seis em 2004. João Carvalho, director deste BIC, espera que durante 2005 esta tendência de decréscimo se inverta.

Aliás, é também essa a ambição do NET-Novas Empresas e Tecnologias do Porto (um dos BIC mais antigos no país), uma vez que através da sua acção foram criadas apenas três empresas em cada um destes anos. Com a tão proclamada retoma da economia nacional, esta estrutura espera que esse factor se venha a reflectir no empreendedorismo nacional e na criação de empresas.





DEIXE O SEU COMENTÁRIO





ÚLTIMOS EMPREGOS


ACCOUNTANT BANKING SECTOR-PSA BANK

Spring Professional Portugal

ARCHITECT / PROJECT MANAGER

Michael Page Portugal

ASSISTANT ACCOUNTING CONTROLLER

Spring Professional Portugal