Notícias

Cidades não seguram estudantes

28.11.2003


  PARTILHAR




Vítor Andrade
vandrade@mail.expresso.pt

A DESCENTRALIZAÇÃO do ensino universitário ao longos das últimas duas décadas imprimiu uma nova dinâmica às cidades que passaram a acolher instituições de ensino superior.

Pode dizer-se que foi uma aposta ganha, na medida em que se geraram algumas sinergias inegavelmente rentáveis para cada uma das cidades envolvidas.

Houve mais gente a precisar de casa para residir, passou a haver uma maior procura de bens de equipamento, aumentou a necessidade de oferta cultural e artística. Deu-se, sem dúvida, uma passo em frente. Portugal cresceu com isto.

Faltou, porém - e continua a faltar -, uma política de retenção dos recursos humanos formados em cada uma das cidades que acolheram universidades. Quando se conseguir encontrar uma solução para este problema, então a aposta terá sido integralmente ganha.







DEIXE O SEU COMENTÁRIO





ÚLTIMOS EMPREGOS


Advogado

Anónimo

Advogado

Anónimo

asesor económico/comercial

Embajada en Lisboa