Notícias

A aposta no ensino multimédia

20.06.2003


  PARTILHAR






Fernanda Pedro

A NHK tem como projectos futuros a criação de uma escola de multimédia e de uma rede de "franchising"


FOI EM 1995 que nasceu a NHK, Formação e Novas Tecnologias, Lda. Uma escola especializada em cursos de informática que funcionava apenas com duas salas de aulas e quatro cursos.

Sete anos depois, a empresa conta com três centros de formação a funcionar na área da Grande Lisboa, ministra 60 cursos (dentro em breve serão 70) e em 2002 cerca de 11 mil pessoas tiraram um curso na NHK.

Com uma marca já estabelecida no mercado português, a empresa avança neste momento para uma rede de Centros de Formação em regime de "franchising".

"Pensamos daqui a cerca de um mês já estar a avançar definitivamente com este projecto. Para já, temos três interessados, um para a zona de Coimbra, outro no Porto e também para o Algarve. Queremos contribuir desta forma para o crescimento da oferta de um ensino especializado a nível nacional"
, revela Karem Bolbol, fundador e presidente da NHK.

Outro objectivo da NHK, é criar dentro de pouco tempo uma escola de multimédia. Este responsável verificou que muitos dos seus alunos recorrem ao estrangeiro para fazer um curso nesta área e daí que pensou abrir uma escola de multimédia também em Portugal. "Será com um carácter de longa duração com cursos para três anos, pelo menos. Será portanto, uma escola superior de Multimédia", adianta o presidente.

Além desta iniciativa, a NHK vai ainda fazer uma parceria com a Academia Global para funcionar através de ensino à distância. Apesar de Karem Bolbol admitir que os portugueses não aderem muito ao "e-learning", "vamos também enveredar por esta área dentro em breve".

Sucesso tem sido a palavra dominante desta empresa e como consequência disso foi-lhe atribuído o prémio de melhor centro de formação pela revista PCGuia 2002 e o prémio Golden Web Awards 2002-2003, promovido pela Associação Internacional de Webmasters e Designers (IAWMD), como reconhecimento pelo trabalho desenvolvido e a sua criatividade.

Mas a chave para este percurso, é segundo Karem Bolbol, "a aposta na qualidade". Essa foi sempre a grande preocupação deste responsável e por essa razão reconhece que teve de mudar várias vezes alguns projectos de raiz, tudo porque tinham de marcar a diferença através da qualidade."Crescemos devagar, mas com a certeza de que o que estávamos a fazer era bem feito e o que o mercado exigia", explica.

E para comprovar que a NHK não pretende ser mais um centro de formação, Karem Bolbol explica que a sua empresa, pelo menos três vezes por ano, entra em contacto com os seus ex-alunos para saber o impacto que a formação ministrada na escola teve na vida profissional de cada um.

"Existe uma preocupação com o destino dos nossos alunos. Tentamos saber até que ponto os nossos cursos os ajudam na sua profissão"
, salienta o presidente da NHK.

Orientação empresarial

E se não têm emprego e procuram o centro de formação para adquirir competências ou especializarem-se na área das novas tecnologias, a NHK tem por hábito orientar os alunos para uma vertente empresarial.

Ou seja, "tentamos encaminhá-los para o início de um negócio, dando-lhes uma abordagem pela via do empreendedorismo. Por isso, além das aulas dentro da informática temos também cursos de contabilidade e gestão, de forma a apoiá-los na criação de uma empresa", explica Karem Bolbol, adiantando ainda que é por esse motivo, que "a empresa vai apostar em dez novos cursos mais virados para a área da gestão e 'marketing'".

O mercado tem respondido à qualidade da formação prestada. Uma prova disso são as empresas que procuram o centro para recrutar os alunos que mais se distinguem em determinadas áreas.

"A NHK além de ter sido pioneira nos cursos de 'hardware', tem três empresas onde os seus alunos vão fazer estágios", refere o empresário. Os cursos mais procurados na NHK, são os de "webdesigner", de "hardware" e de Autocad.

Neste momento, o centro de formação tem a funcionar vários pacotes de cursos, com a vantagem de ser o próprio aluno a escolhê-los e onde poderá consultá-los também através do sítio www.nhk.pt. Karem Bolbol pretende mesmo fazer do seu centro de formação uma referência a nível nacional e, para isso, basta "marcar a diferença".





DEIXE O SEU COMENTÁRIO





ÚLTIMOS EMPREGOS


Advogado

Anónimo

Advogado

Anónimo

asesor económico/comercial

Embajada en Lisboa