Notícias

MSN (mais) empreendedor

Chama-se ‘Quero Mais’ e é o mais recente portal integrado no MSN português. A Associação Nacional de Jovens Empresários aceitou o desafio do gigante Microsoft para criar, naquela popular ferramenta, um portal onde o tema dominante é o empreendedorismo
11.01.2008


  PARTILHAR



Cátia Mateus
«Online» é a palavra de ordem para aquela que é já considerada a ‘geração MSN'. Têm entre 15 e 35 anos e representam uma franja cada vez mais representativa da população, com larga capacidade de influência. As marcas já o perceberam, passando a utilizar este canal como elo de ligação a esta ‘tribo urbana' constituída por aqueles que serão, afinal, os futuros profissionais do país. Em Novembro, a Microsoft lançou a versão portuguesa do MSN e passou a dispobilizar, por este canal, um vasto leque de conteúdos informativos numa linguagem prática, acessível e cativante aos jovens. Mas o gigante não encara este portal como mero divertimento e conferiu-lhe também uma vertente educativa ao lançar à Associação Nacional de Jovens Empresários (ANJE) o desafio de criar no MSN nacional um canal de empreendedorismo. O ‘Quero Mais' já está «online» e materializa a estratégia há muito perseguida pela associação de levar a iniciativa empresarial a um público cada vez mais jovem. Porque a atitude fomenta-se desde cedo.

“Empreendedorismo, oportunidades de negócio, financiamento, gestão de carreira, formação, ensino, técnicas de procura de emprego, preparação para entrevistas, casos de sucesso e ética empresarial e partilha de experiências são apenas alguns dos conteúdos que pode encontrar no ‘Quero Mais' em http://keromais.pt.msn.com. Os conteúdos são produzidos por uma equipa de quatro profissionais da ANJE que encontrou nesta a forma ideal de materializar uma ambição antiga: chegar a um público cada vez mais jovem e mostrar que empreender não se restringe ao acto de criar uma empresa.

José Cottim de Oliveira, membro do conselho de gestão da ANJE, adianta: “O ‘Quero Mais' não se resume a um portal de empreendedorismo e materializa a ideia de que se pode ser empreendedor trabalhando por conta de outrem. O responsável adianta que “a ANJE tem vindo a apostar na promoção do empreendedorismo entre públicos cada vez mais jovens por acreditar que é nessa idade que se define, entre outras coisas, a postura e a atitude que o indivíduo terá perante a profissão e a vida”. Cottim de Oliveira adianta que uma das batalhas da associação que integra é enraizar a ideia de que o mercado de trabalho actual valoriza profissionais empreendedores e que é possível desenvolver uma postura proactiva e dinâmica, no fundo uma postura empreendedora, sem se ser empresário. Talvez por isso, a ANJE aceitou o desafio lançado pela Microsoft e colocou «online» o ‘Quero Mais' consciente de que o MSN constitui um canal com grande visibilidade e um potencial estrondoso para fazer passar a mensagem da iniciativa. Uma opinião também partilhada por Armindo Monteiro, presidente da ANJE, para quem “a parceria com a Microsoft Portugal é um casamento feliz”. O líder adianta que “para a ANJE, o portal MSN é uma profícua via de contacto entre a associação e os seus públicos, em especial os jovens empreendedores e, sendo a maior empresa de tecnologia do mundo, a Microsoft garante as condições essenciais para ligar pessoas e estabelecer comunidades”.

Com uma linguagem simples e acessível que deixa de lado a complexidade dos termos técnicos, este portal de empreendedorismo explora as potencialidades multimédia da Internet, combinando texto, imagem e som e fomentando a interactividade. É que o ‘Quero Mais' tem até uma anfitriã a Mónika que não é mais do que a ‘virtualização' da autora de muitos dos textos e reportagens que integram este canal, também ela Mónica de nome. A anfitriã apresenta vídeos e interage com os cibernautas partilhando opiniões, desabafos, rotinas e novidades.

Os conteúdos deste canal são produzidos pela ANJE e têm uma actualização regular. “Há uma equipa de quatro pessoas que torna operacional este canal, alimentando-o com informação de interesse para o público a que pretende chegar”, explica Cottim Oliveira que explica ainda que “a informação disponibilizada tem por base trabalho feito pela ANJE, mas também pesquisas suportadas por outras fontes de informação e um acompanhamento constante da realidade nacional”. Razão pela qual, há rubricas neste canal com uma actualização diária, bem como reportagens e entrevistas com a assinatura ANJE.

A versão portuguesa do MSN junta-se às 42 versões que a ferramenta já tem 21 línguas. Com este canal a Microsoft espera chegar aos 2,9 milhões de utilizadores que já utilizam o Windows Live Messenger em Portugal. Por cá, o MSN Messenger gera uma média de 257 conversas por mês para cada utilizador a que se soma o facto de cada aderente manter uma média de 80 contactos. Se a óptica de análise for o mundo, os números sobem: o MSN conta com 465 milhões de utilizadores mensais.

Estatísticas que a ANJE considera bastante aliciantes e que quer aproveitar. “Existe na ANJE um historial de várias décadas ao serviço do fomento ao empreendedorismo junto dos jovens e há a vontade de alcançar todos os escalões etários” frisa Cottim Oliveira. O responsável faz saber que “a meta é levar o empreendedorismo ao ensino básico e colocar os empresários já instalados a partilharem as suas experiências com os jovens, ajudando-os a posicionarem-se no mercado de trabalho e na vida activa de forma empreendedora, mesmo que na sua meta de vida não exista a vontade de criarem a sua própria empresa.

Através deste portal, a associação quer transmitir às novas gerações informação útil sobre como desenvolver um negócio, aumentar as competências e qualificações académicas, obter recursos financeiros, entrar no mercado de trabalho, gerir a carreira e valorizar-se pessoal e profissionalmente. A Mónika é a anfitriã e ajuda-o a colocar a palavra empreender em prática, no seu quotidiano.





DEIXE O SEU COMENTÁRIO





ÚLTIMOS EMPREGOS


COUNTRY ACCOUNTANT

Spring Professional Portugal

DATA ARCHITECT

Experis IT

DIRETOR DE OBRA SÉNIOR

Experis Engineering