Notícias

Investir na formação gera aumento salarial de 5%

09.07.2004


  PARTILHAR





OS PORTUGUESES que investem em acções de formação profissional obtêm um aumento salarial de 5%, sendo este o maior valor do grupo de países pertencentes à OCDE. Este é um dos resultados em destaque do Employment Outlook 2004, o relatório anual sobre o emprego elaborado por aquela organização internacional.


O montante do prémio salarial originado pela aposta na formação profissional ainda é maior do que o da educação formal - 12º ano ou licenciatura, por exemplo -, sendo este de 4,5%.

A referida análise também constatou que os portugueses que participam em acções formativas, face aos que não o fazem, possuem uma maior probabilidade de escapar ao desemprego e têm mais possibilidades de permanecer activos no mercado laboral.

Neste plano, o relatório da OCDE também revela que se uma pessoa investir mais 10% de tempo em actividades de educação ou formação aumenta a sua probabilidade de estar activo em quase quatro pontos percentuais e diminui o risco de desemprego em 2%.

A nível da produtividade, as estimativas contidas no estudo apontam para que o aumento de um ano na educação de um trabalhador gera um crescimento na produtividade de 5%. Além disso, este elevar do nível de escolaridade pode criar a longo prazo um impacto positivo no grau de inovação empresarial.

O relatório também salienta que a qualidade dos recursos humanos é um factor crucial para atrair investimento directo estrangeiro (IDE) e desenvolver sectores de tecnologia de ponta. As estimativas indicam que o crescimento de apenas um ano de escolaridade na população pode aumentar o fluxo de IDE em 1,9%.





DEIXE O SEU COMENTÁRIO





ÚLTIMOS EMPREGOS


COUNTRY ACCOUNTANT

Spring Professional Portugal

DATA ARCHITECT

Experis IT

DIRETOR DE OBRA SÉNIOR

Experis Engineering