Notícias

Gestão de indústrias criativas

Gestão de indústrias criativas

A Associação Nacional de Jovens Empresários reforçou o seu leque de oferta formativa com um novo master vocacionado para as indústrias criativas. 

07.02.2014 | Por Cátia Mateus


  PARTILHAR



Uma forte vertente prática, um corpo docente multidisciplinar e uma abordagem transversal das competências são as características-chave do novo programa integrado de formação executiva, promovido pela Associação Nacional de Jovens Empresários (ANJE), com enfoque nas indústrias criativas. O programa, cujo arranque está previsto para o próximo mês, incluí uma tríade de masters que se completam e que estão pensados para qualificar os profissionais deste sector: Master em Marketing Cultural; Master em Gestão Estratégica das Indústrias Criativas e Master em Gestão da Inovação nas Indústrias Criativas.

O primeiro dos três cursos que integram este master - Marketing Cultural - tem início a 24 de março, decorrendo até 7 de maio. A 26 maio e até 9 de julho, arranca o curso de Gestão Estratégica nas Indústrias Criativas e o programa fica completo com o último dos cursos, Gestão da Inovação nas Indústrias Criativas , de 22 de setembro a 12 de novembro. Segundo a ANJE, “o programa integrado de Masters em Gestão de Indústrias Criativas chega ao mercado como uma formação especializada, prática e diferenciadora, orientada para a preparação de profissionais capazes de sistematizar e liderar processos de gestão e inovação no ãmbito das indústrias criativas”. No final, explica a associação, “mais do que competências ou conhecimentos na área, os participantes poderão obter um diploma de pós-graduação que confere 24 ETCS e um plano de equivalências no Mestrado de Marketing do Instituto Universitário da Maia (ISMAI), entidade parceira da ANJe neste projeto.

Formação multidisciplinar
A tríade de formações tem uma duração de 136 horas em regime pós-laboral e decorrerá no centro de formação empresarial da associação, no Porto. Os vários módulos estão organizados de forma a proporcionar aos formandos uma qualificação completa e multidisciplinar na área das indústrias criativas. O plano de conteúdos do curso procura também potenciar as oportunidades de negócio e carreira neste sector. Entre os destinatários do programa estão empreendedores, empresários e outros profissionais com atividade, ou ambição, em áreas como o turismo, cultura, música, artes plásticas, plublicidade ou indústria audiovisual e multimédia.

Este não é o primeiro master organizado pela ANJE. A associação tinha já anteriormente desenvolvido os masters em Gestão de Força de Vendas e Gestão de Eventos, contando para isso com uma cada vez maior proximidade com as universidades e um conjunto diversificado de instituições públicas e privadas.



OUTRAS NOTÍCIAS
Rede Microsoft emprega 45 mil

Rede Microsoft emprega 45 mil


O exemplo mais recente desta capacidade de criação de emprego foi a integração de 150 profissionais qualificados no Centro de Competências em Software de Gestã...

1,3 mil milhões para ‘curar’ o desemprego

1,3 mil milhões para ‘curar’ o desemprego


Retirar do desemprego, até 2015, cerca 378 mil jovens que não trabalham nem estudam, incluindo-os no mercado de trabalho é a meta do Governo. Para viabilizar este objetivo, o Exec...

83% temem fracasso

83% temem fracasso


O empreendedorismo está no topo das prioridades europeias, com Durão Barroso a defender a necessidade de adoção de medidas que viabilizem um quadro regulamentar está...



DEIXE O SEU COMENTÁRIO





ÚLTIMOS EMPREGOS


.NET DEVELOPER

Kelly Services Portugal

ACCOUNTANT

Kelly Services Portugal