Opinião

TENDÊNCIAS

TENDÊNCIAS

Pensar, Sentir, Emocionar.

O atual movimento frenético está a alterar a abordagem da construção da “carreira”. Os profissionais estão hoje focados em desenvolver competências e ganhar experiências, e não só experiência, numa necessidade de trazer novidade a um mundo em constante circulação.

25.02.2019 | Por André Ribeiro Pires


  PARTILHAR



Pensar, Sentir, Emocionar.

O atual movimento frenético está a alterar a abordagem da construção da “carreira”. Os profissionais estão hoje focados em desenvolver competências e ganhar experiências, e não só experiência, numa necessidade de trazer novidade a um mundo em constante circulação.

As estratégias organizacionais de Recursos Humanos, que na prática se traduzem em gestão de pessoas, acompanham esta tendência. As empresas procuram profissionais que se distinguem pela sua performance individual e que possam acelerar a performance organizacional. Para que sejam alcançados resultados efetivos é necessário recorrer à aquisição, à disseminação e à utilização de conhecimentos que geram novas ideias, precedentes ao que todos anseiam - a inovação consciente.

Este processo de liderança sustentável, baseado no poder individual e de grupo, materializa-se em práticas e processos orientados pelos valores organizacionais. Assim a gestão de pessoas do futuro direciona-se para a sustentabilidade e é perfilada para a performance organizacional. Isto, enquanto se considera a existência equilibrada do paradoxo entre as práticas de gestão de pessoas, tendo por base um quotidiano cada vez mais tecnológico que procura a rentabilidade da performance organizacional.

Ao falar da gestão de pessoas e de valores organizacionais é preciso olhar ainda para o desenvolvimento das tecnologias de informação, encarando-as como ferramentas ágeis cuja potencialidade máxima só é encontrada quando conciliada com técnicas tradicionais que façam a ponte ao potencial humano: pensar, sentir, emocionar. E é aqui que se encontra a oportunidade com maior potencial! Estas mudanças traduzem-se na necessidade de valorização do capital individual e de grupo, do qual surge um feedback mais flexível e pluridireccionado entre chefias e colaboradores. Desta movimentação resultará uma capacidade de adaptação e uma perspicácia analítica que fundamentam ideias realistas e oportunidades de negócio conscientes, sustentáveis e prósperas.


PERFIL

André Ribeiro Pires é Administrador do Grupo Multipessoal, assumindo o cargo de Chief Digital & Information Officer e liderando, atualmente, a transformação digital da organização.

É licenciado em engenharia de sistemas multimédia e pós-graduado em Digital Enterprise Management, pela Universidade Nova de Lisboa. Entre 2014 e 2018 liderou a área de inovação e desenvolvimento da Randstad Portugal, através da criação de produtos, soluções e novos modelos de negócio, bem como na gestão de projetos globais. Anteriormente, desempenhou funções na Portugal Telecom liderando vários projetos e equipas na área de customer excellence. 2006 marca o início da sua carreira como empreendedor estando envolvido em diversos negócios digitais e tecnológicos. Assume-se como um acelerador que aplica a tecnologia na transformação e simplificação dos processos de negócios, proporcionando alta performance.

Para André Ribeiro Pires o novo é sempre ‘o normal’.




Últimas opiniões








ÚLTIMOS EMPREGOS


.NET DEVELOPER

Spring Professional Portugal

ACCOUNT MANAGER - FLUENTE EM FRANCÊS

Spring Professional Portugal

ACCOUNT MANAGER - IT

Spring Professional Portugal