Notícias

Seguros à procura de novos perfis profissionais

Seguros à procura de novos perfis profissionais

O sector segurador nacional está a atrair um número crescente de profissionais de outras áreas de atividade e a criar novas oportunidades em funções até aqui inexistentes, maioritariamente ligadas à gestão e inovação. 

09.08.2016


  PARTILHAR
LinkedIn Twitter Facebook Google+



As seguradoras estão a recrutar fora do sector, procurando talento para funções não técnicas em novas áreas, nomeadamente nos campos da gestão e inovação. A conclusão é avançada pela consultora de recrutamento Michael Page e tem por base um balanço do mercado de trabalho nacional na área dos Seguros nos primeiros seis meses do ano. Inês Paes de Vasconcelos, líder da Michael Page Insurance fala de “uma tendência para a profissionalização, ao nível de processos e procedimentos internos” e uma preocupação em “tornar as estruturas mais leves no que concerne os workflows internos e a tentativa de aumentar a eficiência”. 

É “sangue novo” o que procura o sector segurador nacional. De acordo com a análise realizada pela Michael Page, as seguradoras estão tendencialmente a recrutar fora do sector, procurando talento para funções técnicas em novas áreas. “O sector segurador português está a mostrar sinais consistentes de inovação, procurando um olhar fresco e atraindo talento oriundo de outros sectores de atividade, como o tecnológico ou a consultoria estratégica. Surgem novas funções, especialmente ligadas às áreas de inovação e gestão”, explica Inês Paes de Vasconcelos. Segundo a especialista, “durante 2016, apenas 60% dos processos de recrutamento para funções não técnicas contrataram profissionais oriundos do sector segurador. 40% das contratações dividiram-se já entre candidatos provenientes das áreas de consultoria (25%) e das Tecnologias de Informação e Telecomunicações (15%)”. Nas funções técnicas, Inês Paes de Vasconcelos confirma que o sector continua a apostar exclusivamente nos seus profissionais. Aqui, na totalidade dos processos conduzidos pela Michael Page as empresas recrutaram profissionais com experiência no sector segurador. 

 

Áreas emergentes no emprego

A maioria dos processos de recrutamento conduzidos pela consultora nesta área visa preencher funções ligadas à área de estratégia, inovação e digital. As áreas de Marketing e Novos Canais concentraram 75% dos novos processos de recrutamento. As Tecnologias de Informação (5%), a área financeira (10%) e os Recursos Humanos (10%) fecham a lista de áreas para as quais o sector segurador mais está a contratar.  Para a líder da Michael Page Insurance, “a aposta clara na inovação, em especial nas áreas digital e de marketing, cria novas posições, nomeadamente funções de Gestão de Inovação e Gestão de novos projetos”.

A especialista explica que esta mudança tem um impacto claro no perfil dos profissionais do sector. Na área de corretores, por exemplo, “existe mais um perfil de consultor multifacetado, ao invés do tradicional comercial”. Segundo Inês Paes de Vasconcelos, hoje o sector tem mais funções de new business ou business development apenas focadas na angariação de negócio. Em paralelo, o sector está também a apostar mais em profissionais focados em employee benefits. “As novas funções do sector segurador português representam cerca de 35% dos processos de recrutamento realizados pela Michael Page Insurance”, explica a responsável. 

Inês de Paes Vasconcelos, esclarece que o sector enfrenta desafios distintos na área seguradora e na área de corretagem. “Na área seguradora, a aplicabilidade do Solvência II traz uma nova oportunidade mercado para a compra de empresas seguradoras. Com a necessidade de uma maior liquidez, há uma tendência para a banca se libertar do seu braço segurador.  Já na área da corretagem, os principais desafios passam pela adaptação à era digital, e a gestão de risco e retenção de talento, uma vez que cada vez mais funcionam como consultores financeiros nestas áreas para os seus clientes”. Processos onde os recursos humanos e as suas valências, técnicas e humanas, têm uma importância vital.  



OUTRAS NOTÍCIAS
IADE atribui bolsas? de mérito em 2016/17

IADE atribui bolsas? de mérito em 2016/17


O objetivo desta ação que vai vigorar no ano letivo 2016/17 é premiar o percurso académico dos alunos com melhores notas. Estas condições são aplicadas...

Aeronáutica: campus luso da Carbures já forma gurus

Aeronáutica: campus luso da Carbures já forma gurus


Os primeiros resultados já se notam, sobretudo na experiência prática dos alunos e no seu potencial de empregabilidade. Em 2014, o grupo multinacional Carbures – que fornece...

O 'desbloqueador' do crescimento económico

O 'desbloqueador' do crescimento económico


Tem uma duração de três meses e início marcado para 16 de setembro. O “Unlocking Growth” é o novo trunfo da Nova School of Business & Economics (Nova ...



DEIXE O SEU COMENTÁRIO




ÚLTIMOS EMPREGOS