Notícias

Novo polo criativo quer juntar 3000 pessoas

Novo polo criativo quer juntar 3000 pessoas

Só na alemã Factory haverá lugar para 500 trabalhadores. Mercedes poderá juntar-se com mais 120.

21.08.2017


  PARTILHAR
LinkedIn Twitter Facebook Google+



“Espera-se que 3000 pessoas venham a trabalhar no Hub Criativo do Beato” (HCB), segundo anunciou Miguel Fontes, diretor da Startup Lisboa, esta semana, na apresentação de “um dos maiores hubs da Europa”. A estrutura voltada para o empreendedorismo e a inovação, na zona oriental de Lisboa, deverá estar operacional até ao final de 2018. Mas do número 3000 depreendam-se postos de trabalho e não empregos diretos. Só na Factory, cujo negócio é arrendar espaços a outras empresas e que vai ocupar 11 mil metros quadrados do antigo complexo de manutenção militar, deverão enquadrar-se 500 trabalhadores de diferentes empresas. Da equipa da Factory, “apenas estarão quatro elementos”, explicou ao Expresso o fundador da empresa berlinense, Simon Schaefer (que também lidera a Startup Portugal).

Da Unicer à... ?Mercedes?

Também a Startup Lisboa, que gere o HCB, utilizará o espaço para aumentar o número de empresas que acompanha. A secretária de Estado da Indústria, Ana Lehmann, frisou que, no ano passado, 584 startups foram “responsáveis por 46% dos postos de trabalho criados no último ano”, mas nem tudo serão startups no Beato. A Web Summit, que inaugurou em abril um escritório em Lisboa, vai mudar-se definitivamente para o leste da cidade, com planos de crescimento orgânico. A Unicer lança-se ao mercado da cerveja artesanal com uma “pequena unidade industrial”, a escassos metros de duas produtoras independentes (a Musa e a Dois Corvos). E a Mercedes está a estudar o contrato de instalação do seu hub digital no Beato. Alexandre Vaz, que lidera o projeto em Portugal, adiantou que muitas das “pelo menos 120 pessoas, entre programadores e designers” a contratar até 2018 virão do estrangeiro, por ser importante trabalhar num “ambiente multicultural”. Outro critério para o funcionamento ideal é estar “no meio de uma comunidade, num espaço muito aberto e que possa crescer”, referiu, sugerindo que a equipa de trabalho deverá crescer também. Entre os presentes na apresentação do projeto, Rui Miguel Nabeiro, da Delta, comentou com o Expresso que não descarta a hipótese de se juntar ao HCB, apesar de a hipótese não estar, ainda, a ser estudada. R.B.

O espaço do Beato deverá estar operacional no final de 2018. 35 mil m2 foram arrendados pela Câmara de Lisboa



OUTRAS NOTÍCIAS
E.Gen: À procura de talento e vontade de empreender

E.Gen: À procura de talento e vontade de empreender


“Estamos desesperada e constantemente à procura de profissionais. Se houvesse 150 pessoas disponíveis, com as características de que precisamos, contratávamos toda...

Um quarto dos portugueses vai trabalhar para o turismo

Um quarto dos portugueses vai trabalhar para o turismo


As previsões são do Conselho Mundial de Viagens e Turismo (WTTC), a entidade de referência do sector turístico a nível internacional que se juntou aos especialista...

Talento pode atrair investidores

Talento pode atrair investidores


Nas vésperas da segunda metade da atual legislatura, aguardam-nos “outras exigências: crescer muito mais, reduzir a dívida pública e, em paralelo, criar mais empreg...



DEIXE O SEU COMENTÁRIO




ÚLTIMOS EMPREGOS


ADMINISTRATIVO

ERA Oeiras

ADVOGADO

Anónimo

ADVOGADO

Anónimo