Notícias

MyChild apoia educadores na gestão de tarefas

MyChild apoia educadores na gestão de tarefas

Três engenheiros informáticos e um gestor de empresas são os fundadores da MyChild, uma empresa que presta um serviço web a creches e jardins-de-infância e que permite simplificar as actividades burocráticas dos educadores, libertando-os para o trabalho com as crianças e tornando mais eficaz e rápida a comunicação com os pais dos seus pequenos alunos.

08.11.2013 | Por Maribela Freitas


  PARTILHAR



A ideia de criar esta empresa que opera em Portugal e nos Estados Unidos da América surgiu em 2011. Teve por base a vontade destes empreendedores em auxiliarem quem educa crianças a terem mais tempo para se dedicarem ao trabalho com estas e menos nas tarefas burocráticas diárias. Segundo Hugo Augusto, um dos fundadores e CEO da MyChild, “40 % é o tempo que as educadoras de infância gastam com documentação, a registar rotinas e atividades de aprendizagem das crianças. Fazem fichas diárias escritas à mão e no tempo que estão a fazer esse trabalho, estão afastadas do tempo que poderiam dedicar a tarefas centradas no desenvolvimento das crianças”.

Na prática a MyChild vem resolver esta situação, pois é um sistema de gestão de aprendizagem que ajuda as creches e jardins-de-infância a estarem focadas no desenvolvimento das crianças e a reduzirem a utilização de papel na documentação que produzem, bem como o tempo despendido na informação escrita que têm de produzir. Conta Hugo Augusto que as educadoras “abrem o programa, colocam a informação que depois pode ser revista pelas diretoras e é enviada para os pais num formato mais conveniente. É apenas necessário um computador com acesso à internet”. Pais, educadores e diretoras das creches têm todos a sua área reservada na plataforma a que podem aceder e onde encontram diversas funcionalidades.

Hugo Augusto explica que a sua motivação para criar esta empresa surgiu pelo facto de que quando o seu filho era pequeno e estava na creche recebia informação dos seus progressos em papel. “Estas fichas muitas vezes perdiam-se e era complicado partilhá-las com outros familiares”, frisa. Depois da ideia, os empreendedores começaram em abril de 2011 a bater a portas de creches e jardins-de-infância, com crianças do berçário até aos 5 anos, o seu público-alvo, para ver se o seu negócio fazia sentido. Durante vários meses estiveram a preparar o software e durante essa altura Hugo Augusto foi para os EUA fazer um MBA. Foi lá que desenvolveram o plano de negócios e integraram uma competição de empreendedorismo em Chicago, que venceram. Resolveram por isso fazer uma ronda de financiamento em Portugal e a Naves - Sociedade de Capital de Risco, tornou-se seu investidor institucional.

Dois meses depois da MyChild ter começado a operar em Portugal, local onde está sediada na Start Up Lisboa, começou a sua atividade nos EUA. “O facto de estar lá a fazer o MBA foi determinante para entrarmos nos EUA e é um mercado muito atrativo”, revela o CEO. Neste momento têm como clientes 20 creches e jardins-de-infância em Portugal e 100 nos EUA. Um país que nesta área tem ainda muito a crescer, tendo em conta que existem mais de 300 mil destes estabelecimentos, ao passo que em Portugal não chegam aos três mil. “O nosso objetivo é continuar a crescer nos EUA, onde a procura é muito forte. Em Portugal o foco é no talento e em quem está mais predisposto a experimentar um novo serviço”, salienta Hugo Augusto.

Desde o início que estes empreendedores pensaram sempre em internacionalizar a sua empresa. Para já estão focados em Portugal e nos EUA e só a médio prazo pensam em expandir para o resto da Europa. Ainda quanto ao futuro, revela Hugo Augusto, vão continuar a apostar na área da educação de infância e a pensar como poderão ajudar mais os educadores. “É algo que nos apaixona”, finaliza Hugo Augusto.

 BI Empresarial

Promotores:
Hugo Augusto, 35 anos, licenciatura em gestão de empresas
Mauro Bonêco, 28 anos, Licenciatura em engenharia informática
Carlos Monteiro, 28 anos, Licenciatura em engenharia informática
Nelson Lima, 29 anos, licenciatura em engenharia informática.

Data de criação:
Abril de 2011

Área de atuação:
A MyChild presta um serviço web que ajuda as creches e jardins-de-infância a focarem-se no desenvolvimento das crianças. Na prática apoia os educadores a comunicar de forma rápida e eficaz com os pais, num ambiente privado e seguro. Para além do serviço de comunicação, disponibiliza ferramentas de trabalho para os educadores e directores, como por exemplo relatórios diários e de progresso customizáveis, calendário e gestão de eventos, entre outras.

Investimento inicial:
200 mil euros.

Postos de trabalho:
Nove distribuídos por Portugal e os EUA.

Principais clientes:
Creches e jardins-de-infância com crianças do berçário até aos 5 anos de idade.

Conselhos de atuação:
Para criar uma empresa é necessário ter uma equipa forte, escolher bem os financiadores e perceber muito bem o negócio que se vai lançar.

Website:
www.mychild.pt



OUTRAS NOTÍCIAS
Beta-start: formar líderes de sucesso

Beta-start: formar líderes de sucesso


Arranca já na próxima semana, a 15 de Novembro, a 10ª edição do programa de aceleração empresarial Beta-start, promovido pela Beta-i, que contempla uma i...

EY prepara contratações

EY prepara contratações


Depois de ter recrutado este ano uma centena de novos profissionais, a empresa abriu esta semana as suas portas num open day, pensado para mostrar o negócio a potenciais consultores interessado...

Sony procura estagiários em programa global

Sony procura estagiários em programa global


A japonesa Sony tem a decorrer um programa de recrutamento global com vista à integração de uma equipa multicultural de estagiários no seu negócio. Ao abrigo do seu ...



DEIXE O SEU COMENTÁRIO





ÚLTIMOS EMPREGOS


ACCOUNT MANAGER - ALIMENTAR

Spring Professional Portugal

ACCOUNT MANAGER - EXPORTAÇÃO

Spring Professional Portugal

ACCOUNT MANAGER - FLUENTE EM FRANCÊS

Spring Professional Portugal