Notícias

Católica Porto forma mestres em Bioética

Católica Porto forma mestres em Bioética

A Bioética é a nova aposta da Universidade Católica do Porto. A instituição vai lançar no próximo ano letivo um curso de mestrado nesta área, direcionado a profissionais de várias áreas. 

08.07.2016 | Por Cátia Mateus


  PARTILHAR
LinkedIn Twitter Facebook Google+



São múltiplas, complexas e quase sempre controversas as questões de ordem ética e moral com que nos deparamos no quotidiano e, em muitos casos, que enfrentamos também diariamente no exercício profissional. Dos debates recentes em torno da eutanásia, às barrigas de aluguer, ao adiamento da morte para perpetuação de uma vida, é perceptível a relevância do tema e a sua complexidade. A Universidade Católica do Porto quer não só promover a reflexão em torno destas questões, como também formar profissionais que possam contribuir para a investigação e ensino da Bioética em Portugal. Para isso, a universidade vai lançar já no próximo ano letivo um mestrado na área.

“Perante as questões de ordem ética e moral relacionadas com assuntos controversos como a eutanásia ou as barrigas de aluguer, torna-se cada vez mais premente clarificar e debater as implicações e inconvenientes na sociedade à luz de áreas tão diferentes como o Direito, a Medicina, a Enfermagem, a Psicologia, a Teologia, a Educação ou o Ambiente”, enfatiza a instituição, justificando a relevância do Mestrado em Bioética que se prepara para lançar. A formação graduada em Bioética tem a sua aplicação e desenvolvimento em diversos contextos profissionais associados à saúde, ao direito, ao ambiente e à educação, entre outras. Razão pela qual o curso não é restritivo no público a que se direciona.

O seu objetivo “é formar mestres que contribuam para investigação e ensino da Bioética”, elenca a Católica Porto. Mas não é este o seu único propósito. De acordo com o programa do curso, os seus propósitos focam também “a formação de quadros capazes de contribuir para a melhoria dos mecanismos e estruturas de funcionamento das comissões ética em Portugal (tanto nível da saúde, como do ensino); a formação científica em Bioética em Portugal, para o debate social das problemáticas bioéticas alicerçado na investigação científica internacional, para a integração de mecanismos de decisão bioética - nas instituições de saúde, de apoio social (IPSS), no ensino básico, secundário e superior –; a oferta de formação de base sólida aos futuros investigadores e potenciais doutorandos do IB e a consolidação da Bioética como área académica em Portugal”.

O curso foi pensado para fornecer uma visão transversal a diversas áreas de saber, visando formar quadros capazes de contribuir para a melhoria dos mecanismos e estruturas de funcionamento das comissões éticas em Portugal. O Mestrado em Bioética arranca já no próximo ano letivo, em regime pós-laboral, com as aulas a decorrer às sextas-feiras e sábados.



OUTRAS NOTÍCIAS
Glintt recruta 50 trainees

Glintt recruta 50 trainees


Desde o início do ano, a Glintt já contratou 67 profissionais e até ao final do ano novos reforços se deverão juntar à equipa de 995 profissionais que garante...

Mercadona chega a Portugal e contrata 200

Mercadona chega a Portugal e contrata 200


A cadeia de supermercados Mercadona vai entrar no mercado português em 2019, ano em que deverá criar 200 postos de trabalho. A entrada em Portugal consolida o arranque do plano de interna...

LinkedIn: a nova carta de apresentação

LinkedIn: a nova carta de apresentação


No relacionamento com recrutadores, quer se trate de uma posição de top ou de midlle management, há aspetos que qualquer candidato deve interiorizar para ampliar as suas oportunid...



DEIXE O SEU COMENTÁRIO




ÚLTIMOS EMPREGOS


ADMINISTRADOR DE SISTEMAS - TIBCO

Spring Professional Portugal

ANALISTA FINANCEIRO

Spring Professional Portugal