Carreiras

Referências e recomendações

A quem pedir, como pedir e como escrever. Conheça ainda alguns exemplos.

18.08.2009



  PARTILHAR




Pedir referências

Em Portugal não é muito habitual entregar referências ou ainda menos apresentar cartas de recomendação. Contudo, ambas podem ser vantajosas na altura de se candidatar ao emprego que pretende.
Prepare-se com antecedência, componha uma lista de referências e junte algumas cartas de recomendação para estar preparado quando o possível empregador as pedir.


A quem pedir referências?

Deve escolher as pessoas certas para pedir referências sobre si. É importante conhecer bem as pessoas que o vão recomendar e obter a autorização delas para as usar como referência.

Deve escolher pessoas responsáveis, com um cargo elevado, se possível, que possam confirmar que trabalhou em determinado sítio com determinado cargo e que podem dizer porque saiu e outros detalhes.

Também é importante saber o que elas vão dizer sobre os seus antecedentes profissionais, o seu desempenho ou conhecimentos.

É perfeitamente aceitável usar referências que não sejam do seu anterior empregador. Pessoas conhecidas dos negócios, professores, clientes, etc. Todos eles podem ser boas referências.

Se fizer trabalho voluntário, pense em usar os 'chefes de grupo' ou outros membros da organização como referência pessoal.

Não é má ideia pedir uma carta de recomendação ao seu chefe directo ou a outra pessoa da direcção quando se despede. Claro que pode fazê-lo posteriormente, mas o tempo voa e as pessoas mudam de emprego. Nem sempre é fácil encontrar 'ex-chefes'.




RELACIONADOS







mostrar mais resultados  


DEIXE O SEU COMENTÁRIO




ÚLTIMOS EMPREGOS


ADVOGADO

HAYS

CONTROLLER DE GESTÃO

Spring Professional Portugal