Carreiras

Entrevista: o que não responder

Acabou de passar na primeira etapa do processo de recrutamento.

01.01.2000



  PARTILHAR




Entrevista: o que não responder Acabou de passar na primeira etapa do processo de recrutamento. O seu currículo cumpriu o papel de vender a sua imagem de forma positiva e você foi chamado para uma entrevista. Mas cuidado com aquilo que vai responder. Conheça algumas das ratoeiras mais habituais nas entrevistas. Parece incrível mas… é verdade.

Como chegou à nossa companhia?

Muitas pessoas não entendem a pergunta à primeira e pensam que o entrevistador está a perguntar-lhe como é que se dirigiram para lá. Muitas começam por responder que vieram de transportes, outras dizem que vieram de carro mas que foi complicado dar com a empresa e outras respondem que vieram sozinhas. O entrevistador, quando lhe faz esta pergunta, espera que você responda afirmando com que intenção é que se candidatou ao lugar em causa.

Sexo?

Todos os formulários têm um espaço que diz Sexo. Alguns gestores de Recursos Humanos contam que, por incrível que pareça, algumas pessoas entendem mal este pequeno espaço e respondem quantas vezes é que fazem sexo: umas respondem três vezes por semana, outras respondem que é dia sim, dia não, etc. Este espaço é para você dizer se é do sexo feminino ou masculino, tão simples quanto isso.


Como é que faz um "cut e um paste" em MS Word?

Esta é uma das perguntas práticas que pode ser colocada. Ainda são algumas as pessoas que respondem que fazem o "cut" com uma tesoura e o "paste" com cola. Acha mesmo que era esta a resposta correcta à questão colocada? Claro que não! A esta questão deveria dar a seguinte resposta: Clico no botão direito do rato, escolho a opção "cut", depois abro o documento pretendido, clico novamente no botão direito do rato e faço "paste".

Que tipo de trabalhos é que já fez?

São muitas as pessoas que começam a "desbobinar" todo o seu passado, desde o emprego em que era um simples representante de produtos de cosmética, passando por aquele em que vendia enciclopédias de porta em porta, contando ainda a experiência que teve quando andou a investigar problemas de segurança até que, por fim, depois de uma lista enorme de trabalhos que era desnecessário mencionar, chega à sua última experiência laboral. Fale somente o que julgar importante saber, evite o "blá blá blá".

Chumbou no teste psicotécnico.

Se lhe telefonarem a dizer que chumbou no teste psicotécnico pura e simplesmente não responda nada. Os directores de recursos humanos contam que já tiveram alguns casos de pessoas que, quando tomam conhecimento de que chumbaram nos testes psicotécnicos, fazem algo que nunca se deve fazer: perguntar se podem estudar mais um bocadinho e voltar para a semana seguinte para repetir o teste.


É normal que esteja nervoso durante uma entrevista de emprego e entenda mal as perguntas mais básicas. No entanto, siga aquela velha máxima: respire fundo e conte até três antes de responder. Verá que é o tempo suficiente para perceber o que a pergunta realmente significa.



VD






DEIXE O SEU COMENTÁRIO




ÚLTIMOS EMPREGOS