Carreiras

- Como lidar com as críticas



01.01.2000



  PARTILHAR




Como lidar com as críticas

Todos nós já sofremos críticas. Mas será que sabemos lidar com elas? Algumas críticas são boas e deixam-nos muito satisfeitos, outras são desagradáveis e fazem com que fiquemos furiosos. Mas antes de chegar ao estado de fúria, há que perceber o carácter da opinião que lançaram sobre nós, pois nem sempre possuem sentido depreciativo. Muito pelo contrário.


Em primeira análise, uma crítica sobre o nosso trabalho é sempre desconfortável. Não que seja negativa, mas simplesmente porque o nosso desempenho enquanto profissional está a ser observado e/ou posto em causa por colegas ou patrões.

Na maioria dos casos, uma crítica nunca é bem aceite, mas o importante, primeiro que tudo, é perceber se de facto estamos a ser alvo de uma crítica ou de uma afirmação meramente opinativa. Se concluirmos que, de facto, fomos alvo de uma crítica, a melhor atitude a tomar é tentar perceber se esta possui razão ou não de existir.

Acreditamos e damos o melhor para que o nosso trabalho não seja objecto de discussão, mas todos os profissionais, nas áreas mais diversas, são avaliados pelo trabalho desempenhado.

Normalmente é difícil conseguirmos abstrairmo-nos da produção do trabalho elaborado diariamente por nós e avaliá-lo objectivamente, mas este é o primeiro passo para podermos aceitar e lidar bem com as críticas que nos são dirigidas.

Críticas Positivas

Muitas vezes as críticas surgem apenas como forma de reconhecimento do nosso trabalho. Significa que os colegas ou superiores estão de olho em nós e na maneira como funcionamos, e valorizam-no. No entanto, o facto de o estarem sempre a elogiar poderá ter os seus senãos, como o excesso de confiança e uma maior despreocupação nas responsabilidades inerentes à função desempenhada.

Embora sejam sempre bem vindas, as críticas positivas podem aumentar em demasia o ego e prejudicar a actividade profissional. Portanto, fique atento e não deixe que a vaidade tome conta de si.

Críticas Negativas

Ao elaborarem uma opinião depreciativa sobre o desempenho das suas funções, a reacção mais imediata é a de criticar de volta. Está errado! A atitude mais coerente é, depois de assimilar a crítica na sua totalidade, perceber qual a natureza da mesma e se esta tem fundamento.

Muitas vezes são as críticas por partes de terceiros que nos fazem perceber e corrigir os nossos erros e aperfeiçoar o que se realiza posteriormente. Assim acedemos a uma posição mais favorável pois conquistamos a oportunidade de melhorar a nossa performance e aprender com os nossos erros.

As críticas negativas também podem ser encaradas como um elogio e são a melhor forma de perceber as falhas que cometemos para depois as corrigirmos.

Não se deixe abater pelas opiniões ou censuras que os outros fazem de si. Aproveite ao máximo cada relato, cada afirmação, cada declaração favorável ou depreciativa para desenvolver e triunfar nas suas tarefas diárias.

Já dizia Óscar Wilde "Falem de nós, nem que seja mal!"

AH






DEIXE O SEU COMENTÁRIO




ÚLTIMOS EMPREGOS