Carreiras

A contra-proposta



01.01.2000



  PARTILHAR




A contra-proposta

Pode acontecer que uma empresa não queira deixar um trabalhador partir sem mais nem menos. Ela pode fazer uma contra-proposta promovendo-o ou dando-lhe um aumento.

Uma contra-proposta costuma ser suficientemente atraente para causar hesitação. Não só levanta o seu ego ("Você é um dos nossos melhores trabalhadores") mas joga também com as suas emoções ("A carga de trabalho dos seus colegas não vai diminuir depois da sua partida"). Assim, desaparecem todas as razões objectivas para partir.

Contudo, há vários motivos para olhar para uma contra-proposta com cepticismo.

Os factores que o fizeram procurar um novo emprego vão reaparecer depois de algum tempo.

Que tipo empresa é essa que você tem que ameaçar com a sua demissão para que ela lhe dê um aumento de salário ou o promova.

Com a sua intenção de demissão mostrou claramente que não está satisfeito. A sua lealdade vai ser constantemente questionada se aceitar a contra-proposta.

De onde vem repentinamente o dinheiro para o seu aumento? Talvez seja simplesmente o seu aumento normal que lhe vai ser dado antecipadamente.

Se houver uma promoção para alguém no futuro, provavelmente não vai ser para si porque se mostrou desleal no passado.

Se aceitar a contra-proposta tem que conseguir viver com o facto de que foi 'comprado' para ficar.

O facto de se saber que ficou por causa de uma contra-proposta vai influenciar o relacionamento com os seus colegas.






DEIXE O SEU COMENTÁRIO




ÚLTIMOS EMPREGOS


ADVOGADO - IMOBILIÁRIO

Michael Page Portugal

ANALISTA M&A

Michael Page Portugal

ASSISTANT STORE MANAGER

Experis Sales & Marketing, Retail